quinta-feira, 31 de março de 2011

DICAS: Como entender o comportamento de seu filho

Como entender o comportamento do seu filho diante os estimulos sensoriais

-AGITAÇÃO
-MEDO EXCESSIVO
-CHORA FACILMENTE
-AVERSÃO ESTIMULOS TÁTEIS E GUSTATIVOS
-LENTIDÃO
-DESASTRADO
-DESAJEITADO
-IMPULSIVIDADE



Ensine as crianças a como controlar seu nível de excitação e/ou lentidão para ajudá-los na rotina diária. Através da teoria de Integração Sensorial Jean Ayres(Terapeuta Ocupacional norte- americana), é importante para ORGANIZAÇÃO DO COMPORTAMENTO E DESENVOLVIMENTO EMOCIONAL.

- Melhorar o nivel atenção/ concentração
- Melhorar a coordenação motora e planejamento motor
- Melhorar a organização e estruturação comportamental

tornando as crianças participantes ativos nas atividades lúdicas (brincadeiras),atividades de vida diária (na hora da alimentação, no banho, nas atividades vestir e despir roupas) e socialização(interação com outras crianças)

Eles vão adorar o desenvolvimento de competências e habilidades da vida diária e prática.

Disfunção na Modulação Sensorial problema na capacidade para regular e e organizar,de maneira gradual e adaptada ao ambiente, a intensidade e natureza da resposta á estimulos sensoriais.

De acordo com o Modelo de W.Dunn(1999),descreve as relações entre as respostas comportamentais e os estimulos sensoriais do próprio corpo e ambiente externo.

Tipos de problemas sensoriais indentificados e descritos por Ayres:


1- Lento
-Pouca resposta a estimulos
-Raciocínio lento
-Passividade
-Vagaroso
-Lentidão para as atividades
-Desatenção
-Atraso na fala e linguagem
-Pobre coordenação motora (desajeitado,desastrado)
-Problemas na escrita (lentidão para cópia no quadro)
-Criança desmotivada,com baixa-auto-estima e que evita novas atividades e desafios
-Dificuldade para brincar e fazer novos amigos



2- Rápido
-Agitação
-Criança excessivamente ativa e pouca noção de perigo
-Comportamento impulsividade e hiperatividade
-Perde o controle emocional facilmente,chorando com frequência
-Aversão a estimulos táteis (toque),hipersensibilidade auditiva(sons) e visuais.

Respostas aversivas ao estimulo,como por exemplo,ter medo de balanços,elevadores,escadas,evitar brincadeiras de pular,não gosta de abraços e beijo ou toques repentinos,incomoda com etiqueta da blusa,evita comer certos alimentos e incomoda com barulhos.Hiper-resposta estimulos táteis(toque),vestibulares(movimento) e proprioceptivos(toque profundo)

As respostas podem variar.Neste caso,em alguns momentos a criança apresenta respostas aversivas e em outros momentos,respostas baixas ou até adequadas ao estimulo.Dificuldade na auto-regulação de alerta e atenção.

FONTE: Blog da Johanna Cordeiro Melo Franco Terapeuta Ocupacional Infantil Especialista Método Teacch e Integração Sensorial

Nenhum comentário:

Postar um comentário